IBM e Sony colocam 330 TB em um pequeno cartucho de fita magnética

News3

Duas gigantes da indústria de tecnologia, IBM e Sony, se uniram para desenvolver um novo sistema de armazenamento de dados que mistura conceitos antigos e novos. Trata-se de uma fita magnética, parecida com a que se encontrava em cartuchos dos anos 1980 e 1990, mas capaz de armazenar até 330 TB.

A nova fita permite o armazenamento de 201 gigabits por polegada quadrada, o que, em tese, pode levar à fabricação de pequenos cartuchos, do tamanho da palma de uma mão, com espaço para 330 TB. Atualmente, as fitas magnéticas que ainda são vendidas têm espaço para, no máximo, 15 TB.

Já outras unidades de armazenamento mais modernas, como o SSD Seagate, da Sony, oferecem o armazenamento de até 60 TB. O diferencial dessa nova fita magnética, feita pelas duas empresas, está no processo de fabricação, que é mais lento, um pouco mais caro, mas leva à produção de fitas muito mais densas.

[x]

A fita em si foi desenvolvida pela Sony, enquanto a IBM trabalhou em sistemas capazes de ler e extrair o conteúdo dessas unidades. Não há previsão de quando cartuchos com essa nova tecnologia serão vendidos, mas, de acordo com o site Ars Technica, o público-alvo é o setor empresarial e data centers. Ou seja, será difícil achar uma dessas na papelaria.

Compartilhe:

Deixe seu comentário